quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Governo Dilma deverá sofrer com reação da classe trabalhadora

Se continuar adotando a agenda derrotada nas urnas, governo da presidente Dilma deverá sofrer com reação da classe trabalhadora                                           

As medidas tomadas até agora pelo governo da presidente reeleita, Dilma Rousseff, têm gerado uma onda de insatisfação na camada que contou com o maior número de apoiadores da continuidade de seu mandato: a classe trabalhadora. Se continuar adotando a agenda política que foi derrotada pela maioria da população brasileira nas urnas, a presidente deverá enfrentar consequências com a reação dos que estão sofrendo a perda de direitos. 
A Condsef acompanha com preocupação as decisões e alerta sua base para que fique atenta uma vez que o funcionalismo costuma surgir no cenário como responsável por desequilíbrio em contas públicas e se torna vítima fácil quando o assunto é “cortar gastos”. 
Reunidas nesta segunda-feira, 19, com ministros da Secretaria-Geral da Presidência da República (Miguel Rosseto), do Planejamento (Nelson Barbosa), da Previdência (Eduardo Gabas) e do Trabalho (Manoel Dias), as centrais sindicais, entre elas a CUT, declararam insatisfação com as medidas tomadas nesse reinício de mandato de Dilma. 
 (LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Fórum Regional Sindical faz mobilização política nos Estados do Amapá, Rondônia e Roraima

 Presidente do Sindsep, Gilberto Rosas; vice-presidente do Sinsepeap, Leslie Camilo; presidente do Fórum Regional, Marco Nunes e sindicalista Antonio Pereira (Pai Careca)

FÓRUM FAZ MOBILIZAÇÃO NOS ESTADOS DO AP, RO E RR

O presidente do Fórum Regional Sindical, Parlamentar e de Entidades Sociais do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima, Marco Nunes, acompanhado do vice-presidente do Sinsepeap, Leslie Gantuss Camilo, estiveram hoje de manhã reunidos com a Direção do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Roraima (Sindsep-RR). O objetivo da visita em Roraima é fazer uma articulação política junto aos novos parlamentares e entidades sindicais para discutir os termos da Medida Provisória 660/14, do decreto 8.365/14 e da Portaria Normativa 01/14, que trata da regulamentação da Emenda 79/14, que vai fazer a transposição dos servidores dos ex-Territórios do Amapá, Rondônia e Roraima para os quadros da União.

Segundo o presidente do Fórum Regional Sindical, Marco Nunes, essa articulação que está sendo efetuada nos Estados do Amapá, Rondônia e agora em Roraima, é uma preparação para a Audiência Pública que vai acontecer no Congresso Nacional, através de uma Comissão mista da Câmara e do Senado, com o objetivo de discutir a MP 660 e posterior aprovação das emendas apresentadas para os trâmites da transposição dos servidores dos ex-Territórios para o quadro da União.

Para a audiência que ocorrerá em Brasília, no dia 10 de fevereiro, foram convidados representantes do Ministério do Planejamento, Advocacia Geral da União (AGU) e SAMFs dos Estados, assim como entidades sindicais e servidores públicos federais a serem  beneficiados pela antiga PEC 111/11. "A luta não terminou", comentou o presidente do Sindsep Roraima, Gilberto Rosas, enfatizando a necessidade dos servidores e parlamentares estarem unidos em torno da audiência pública que vai acontecer brevemente em Brasília. 
Gilberto Rosas, Marco Nunes, Leslie Camilo, Antonio Pereira, Péricles Pedro e Francisco

Condsef e Sindiserf-RS denunciam situação de abandono no DNPM-RS

Situação de abandono no DNPM-RS é denunciada ao ministro de Minas e Energia pela Condsef e Sindiserf-RS                                            
A Condsef encaminhou uma solicitação de audiência urgente (veja no site) ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, depois de receber relatos preocupantes de servidores da Superintendência no Rio Grande do Sul do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) que estão, há pelo menos três anos, sem condições adequadas de trabalho. 
A categoria relata o total abandono por parte do governo, onde sucessivos anúncios de contenção de despesas e cortes de verbas, aliado a equívocos administrativos, tem gerado uma situação degradante com consequências graves para os servidores da instituição e que afetam também usuários dos serviços prestados pelo DNPM. 
Pela gravidade da situação descrita, a expectativa é de que o ministro convoque a Confederação imediatamente para uma reunião na tentativa de encontrar soluções para os problemas relatados.  
(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Condsef pede audiência com novo secretário de Gestão Pública do Ministério do Planejamento

Condsef pede audiência com novo secretário de Gestão Pública do Ministério do Planejamento e propõe debate sobre negociação com servidores                                            
A Condsef encaminhou nessa segunda-feira ofício solicitando audiência com o novo secretário de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, Genildo Lins Neto. O objetivo é propor um debate sobre a dinâmica do processo de negociação e diálogo permanente mantidos com representantes dos servidores federais. Hoje, há um processo instalado que não tem sido eficiente na busca por soluções de problemas que vão se acumulando em diversos setores da administração pública. 
Para a Condsef, a Secretaria de Relações do Trabalho (SRT) não recebeu autonomia suficiente para resolver as demandas apresentadas pelas diversas categorias do serviço público federal. Sem essa mínima autonomia, os diálogos mantidos no âmbito da SRT tornam-se insipientes e não trazem os avanços esperados na solução dos problemas que se acumulam.
(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

sábado, 17 de janeiro de 2015

Condsef denuncia atitudes antissindicais da direção da Conab

Condsef denuncia atitudes antissindicais da direção da Conab e pede providências a ministra Kátia Abreu                                            
A Condsef encaminhou ofício nessa sexta-feira à ministra da Agricultura, Kátia Abreu, denunciando atitudes antissindicais da direção da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e cobrando providências.  Veja no site o documento recebido no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Uma reunião com a ministra foi solicitada para que a Condsef apresente o histórico da situação que desde 2011 tem afastado os trabalhadores das decisões ligadas diretamente à sua condição funcional na empresa. Nos últimos quatro anos é a direção da Conab que tem determinado aqueles que respondem pela categoria, algo considerado inadmissível. Ao não reconhecer a representatividade legítima e histórica dos trabalhadores da Conab, a empresa tem adotado uma postura arbitrária que não respeita o direito dos trabalhadores a se organizarem livremente e lutarem por suas reivindicações e direitos. 
(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Centrais mobilizam trabalhadores em torno de um Dia Nacional de Luta por Empregos e Direitos


Centrais mobilizam trabalhadores em torno de um Dia Nacional de Luta por Empregos e Direitos                                            
A CUT (Central Única dos Trabalhadores) e outras centrais sindicais estão organizando e mobilizando trabalhadores em todo o Brasil em torno de um Dia Nacional de Luta por Empregos e Direitos. A atividade está prevista para o dia 28 deste mês e deve contar com atos em diversos estados. A mobilização é motivada pelo cenário e conjuntura estabelecidos no início deste ano e que se mostram desfavoráveis aos trabalhadores. 

As centrais cobram a revogação das MP´s 664 e 665 publicadas no final do ano passado, sem o devido debate e diálogo com a categoria, e que alteram direitos da classe trabalhadora alcançando tanto setor privado como público. Entre as medidas anunciadas, as maiores preocupações estão ligadas ao abono salarial, seguro desemprego e mudanças consideradas inconstitucionais na previdência.

A Condsef orienta suas filiadas a organizar os servidores para somar força aos atos em defesa dos direitos econômicos e sociais dos trabalhadores do Brasil. 
(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Condsef protocola ofício a ministros solicitando apoio para demandas dos servidores federais

Condsef protocola ofício a ministros solicitando apoio para demandas prioritárias da maioria dos servidores do Poder Executivo                                           

A Condsef protocolou, nesta quarta-feira, ofício a diversos ministros solicitando apoio a uma pauta que atende reivindicações consideradas urgentes para a maioria dos servidores do Executivo. O documento foi entregue em pelo menos 35 ministérios, incluindo Casa Civil, Educação, Fazenda, Planejamento, Cultura, Saúde, Trabalho e Emprego, Agricultura, Advocacia-Geral da União, entre outros. 
Veja no site cópia do ofício protocolado na Secretaria-Geral da Presidência da República com mesmo texto direcionado às demais pastas. No documento foi anexado um estudo técnico (veja no site) feito pela subseção do Dieese na Condsef e aprovado na última plenária nacional da entidade promovida no final do ano passado. 
O estudo traz proposta de alteração na estrutura remuneratória dos servidores dos níveis superior, intermediário e auxiliar de várias carreiras administrativas conforme as Leis 12.277/2010 e 12.778/2012.  
(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Intoxicados da Funasa pedem socorro


O representante do Movimento DDT e Luta Pela Vida, Aldo Moura da Silva, um dos 540 sobreviventes intoxicado pelo Dicloro Difenil Tricloroetano (DDT) no Acre procurou à reportagem do ac24horas para fazer um apelo às autoridades do Estado.
Emocionado ao lembrar a difícil situação que se encontra os ‘Soldados da Malária, também conhecidos como ‘Guardas da Sucam’, senhor Aldo relata que dos 330 servidores da Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam) e/ou Fundação Nacional de Saúde (Funasa), ambas extintas, 13 estão em estado gravíssimo, dois na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e um faleceu na primeira semana de 2015.
“Nós trabalhávamos dia e noite e hoje estamos esquecidos, doentes, alguns esperando só a hora de partir. É uma situação muito triste, de abandono mesmo. Naquela época foi dada uma missão e demos conta do recado e hoje estamos morrendo a míngua”.

Aldo Moura faz um apelo especial ao governador Sebastião Viana. “Quero aqui pedir ao nosso governo que se sensibilize com nossa situação, que olhe com mais carinho. Em épocas passadas, a saúde de milhares de pessoas, seringueiros e suas famílias foram colocados em nossas mãos e hoje estamos de mãos estendidas pedindo socorro pela vida", diz emocionado.

Luta da Condsef pela indenização dos servidores intoxicados da Funasa


Condsef organiza força tarefa para lutar no Congresso Nacional pela aprovação de PEC que indeniza servidores intoxicados da Funasa                                            
A Condsef organiza uma comissão para promover trabalho permanente de força tarefa no Congresso Nacional em defesa da aprovação da PEC (Proposta de emenda à Constituição) 17/14. A PEC (veja no site), de autoria do senador Valdir Raupp, concede indenização, tratamento médico e psicológico aos servidores portadores de doenças graves causadas pela contaminação de produtos tóxicos como o DDT da Funasa que atuaram na extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam). 

A luta envolve também a concessão de indenização aos familiares de servidores que, infelizmente, já faleceram vitimados por doenças provocadas e agravadas pela intoxicação desses elementos nocivos. Essa semana, sobreviventes do DTT no Acre fizeram um apelo aos parlamentares do estado pedindo socorro e apoio à causa dos chamados “Soldados da Malária”, como eram conhecidos os servidores da ex-Sucam que vivem esse drama em diversos estados brasileiros. Veja no site link da matéria publicada pela redação do “ac24horas” sobre o assunto.
LEIA MAIS ... www.condsef.org.br

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Diap analisa tendências do próximo mandato da presidenta Dilma Rousseff


Antônio Augusto de Queiroz, do Diap, analisa tendências do próximo mandato da presidenta Dilma Rousseff                                            
Em entrevista ao Congresso em Foco (veja íntegra no site), o jornalista, analista político e diretor do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antônio Augusto de Queiroz, analisa o panorama político e quais devem ser as tendências do próximo mandato da presidente Dilma Rousseff. Para ele, ou Dilma muda seu estilo de governar, garantindo maior autonomia a seus ministros, ou poderá cair numa crise de governabilidade e tenderá ao fracasso.

Em outro ponto da entrevista, Antônio Augusto, aponta que a eleição de 2014 deixou um recado para a presidente com desafios que ela deve cumprir. Um deles está em acalmar os mercados, outro será recompor a base no Congresso Nacional e outro, essencial, que será planejar um ajuste econômico capaz de controlar a inflação sem penalizar a classe trabalhadora que assegurou sua reeleição. 

(LEIA MAIS ... www.condsef.org.br)