sexta-feira, 21 de julho de 2017

Trabalhadores promoveram atos públicos em todo o país nessa quinta contra reformas

TRABALHADORES PROMOVERAM ATOS PÚBLICOS EM TODO O PAÍS NESSA QUINTA CONTRA REFORMAS

Trabalhadores de diversos setores e representantes da sociedade civil organizada participaram de atos nessa quinta-feira em todo o Brasil contra a retirada de direitos promovida pelas reformas Trabalhista e da Previdência e em defesa da Democracia.

Em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, Campo Grande e diversas outras cidades, manifestantes também foram às ruas protestar contra a política que está sendo conduzida por um governo ilegítimo e sem voto.
Leia mais: http://www.condsef.org.br/

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Pé na bunda de quem "votou contra você"

PÉ NA BUNDA DE QUEM "VOTOU CONTRA VOCÊ"...
A Condsef/Fenadsef entra em uma campanha com outras entidades que tem por objetivo chamar a atenção da população para aqueles parlamentares que tem votado pela retirada de direitos e contra os interesses da maioria. 

Para incentivar e garantir que parlamentares dessa legislatura que votam contra a classe trabalhadora não consigam votos suficientes em suas bases eleitorais para se reeleger, vamos chamar atenção da população com os nomes de quem votou contra a classe trabalhadora lembrando quem “votou contra você”. 

Nossa intenção é trabalhar em cada estado, cada município, mostrar para as pessoas com quem elas não podem contar.
Leia mais: http://www.condsef.org.br/inicial/7613-2017-07-19-21-45-39

Condsef/Fenadsef entra em campanha contra parlamentares que votaram contra os trabalhadores

CONDSEF/FENADSEF ENTRA EM CAMPANHA CONTRA PARLAMENTARES QUE VOTARAM CONTRA OS TRABALHADORES
Na política não é possível se eleger sem o voto da população. Apesar de termos um sistema político que prevê infinitas possibilidades, que nem sempre passam pela garantia de representatividade, o voto continua sendo instrumento importante para consolidar os rumos que queremos para o Brasil. A ruptura em nossa democracia, com um golpe que afastou uma presidenta eleita de forma legítima, mostrou que o poder do voto popular pode ser limitado. Vivemos num modelo presidencialista, mas muitas decisões terminam acontecendo pelas mãos do Poder Legislativo.
O que temos assistido nesse momento é justamente a usurpação de muitos direitos a partir dos votos de deputados e senadores que estão no Congresso a serviço de segmentos seletos e específicos. No último dia 11, senadores aprovaram a famigerada reforma Trabalhista que retira direitos históricos e trará impactos negativos na vida do trabalhador. Caso não haja reação, outros direitos nos serão usurpados. Não podemos deixar que esse rolo-compressor impulsionado por interesses financeiros, com liberação de bilhões em verbas pagas com dinheiro público, seja usado contra a população.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Fenadsef protocola proposta de ACT aprovada pelos empregados da Conab

FENADSEF PROTOCOLA PROPOSTA DE ACT APROVADA PELOS EMPREGADOS DA CONAB

Com sua data base em 1º de setembro, empregados da Conab em todo o Brasil já estão em movimento para assegurar o processo de negociação que envolve o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2018 da categoria. O último ACT passou por diversos entraves e terminou sendo levado a dissídio coletivo no TST. Por isso, a unidade da categoria é determinante para garantir a pressão necessária para que a empresa atenda as reivindicações de seus empregados. Aprovando a Fenadsef como sua representante, os empregados da Conab autorizaram, tanto em assembleias em todo o Brasil como em plenária nacional realizada em maio, a entrega da proposta de ACT 2017/2018. Com quase 80 cláusulas a proposta foi sistematizada pela Comissão de Negociação dos Empregados da Conab no dia 14 de junho e protocolada em seguida junto à empresa. 

 Leia mais: http://www.condsef.org.br/inicial/7612-2017-07-18-21-39-20

terça-feira, 18 de julho de 2017

Ebserh: paralisação de advertência no dia 26 em todo Brasil

COM NEGOCIAÇÕES DO ACT TRAVADAS, EMPREGADOS DA EBSERH FARÃO PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA DIA 26 DE JULHO

Empregados da Ebserh aprovaram em encontro nacional da categoria uma paralisação de advertência que acontece no dia 26 deste mês em todo o Brasil. A decisão foi tomada a partir da inércia do processo de negociações envolvendo o ACT 2017/2018 dos empregados.

A data base da categoria é 1º de março. Até hoje nenhum avanço significativo aconteceu e nenhum sinal foi dado por parte da empresa que a pauta de reivindicações entregue ainda no final do ano passado será atendida. 

A Condsef/Fenadsef orienta todas as suas filiadas que assegurem apoio logístico e jurídico para viabilizar a justa mobilização dos empregados da Ebserh. 


sexta-feira, 14 de julho de 2017

CUT Roraima está realizando Congresso Extraordinário em Bao Vista

CUT-RR ESTÁ REALIZANDO CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO EM BOA VISTA


A Central Única dos Trabalhadores no Estado de Roraima (CUT-RR) está realizando a 5ª Plenária Estatutária – Congresso Extraordinário e Exclusivo no Auditório do Hotel Cristal, no bairro São Vicente, em Boa Vista. O evento programado para dois dias (sexta-feira e sábado), conta com a participação de dois representantes da CUT Nacional, delegados sindicais, lideranças de movimentos sociais e representantes de partidos de esquerda.

A mesa de abertura do Congresso da CUT Roraima, coordenado pela sindicalista Antônia Matias, foi formada pela presidente da Central, Maria Alves, os dois representantes da CUT Nacional, Carmen Helena Ferreira Foro e Ariosvaldo de Camargo, e várias lideranças de movimentos sociais. O presidente do Sindsep Roraima, José Carlos de Oliveira Gibim, esteve presente no Congresso juntamente com diversos delegados da base do Sindicato dos Servidores Públicos Federais. 



Depois da leitura e aprovação do Regimento da Plenária Estatutária, foi formada a Mesa de Análise de Conjuntura. Ariosvaldo de Camargo falou sobre a conjuntura internacional; Carmen Foro discorreu sobre a conjuntura nacional; e Maria Alves fez um balanço da conjuntura estadual. Resumindo, todos os palestrantes deixaram claro que o mar não está pra peixe. Ou seja, a conjuntura política e econômica conspira contra os trabalhadores.

Proposta apresentada para enfrentar esse desafio: união e resistência dos trabalhadores em defesa dos seus direitos, porque a classe política e os colarinhos brancos estão a serviço do capitalismo, do patrão, dos poderosos. E o grito de urgência foi: Fora Temer, Fora Rodrigo Maia, Fora Jucá! E assim a luta dos trabalhadores continua com o lema “nenhum direito a menos.”


Amanhã, sábado, dia 15 de julho, tem mais notícias sobre o Congresso Extraordinário da CUT Roraima. Aguardem!

Temer blindado: população precisa reagir se quiser retomar democracia

COM DENÚNCIA CONTRA TEMER REJEITADA NA CCJ, POPULAÇÃO PRECISA REAGIR SE QUISER RETOMAR DEMOCRACIA

A mobilização e o poder de unidade da classe trabalhadora estão cada vez mais necessários para que se possa combater o cenário de crise política e econômica que se arrasta no País há quase dois anos. Nesta quinta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados rejeitou parecer que recomendava investigação de denúncia apresentada contra Michel Temer com fartas provas. 

Num cenário onde Executivo, Legislativo e Judiciário tem atuado apenas para manter uma política recessiva que impõe retirada de direitos e agrava uma crise que se arrasta e pode piorar ainda mais a vida da população, nossa reação se faz urgente. A reversão desse cenário se faz com debate e diálogo franco capaz de unir as diversas forças da sociedade em torno da retomada imediata de nossa democracia.

Leia mais: http://www.condsef.org.br/inicial/7609-2017-07-13-22-30-26

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Sindsep Roraima agradece apoio da senadora Ângela Portela

NOTA DE AGRADECIMENTO À SENADORA ÂNGELA PORTELA

O Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Roraima (Sindsep-RR), falando em nome dos servidores públicos federais do ex-Território, incluídos na Lei 13.464/2017, sancionada pela Presidência da República, no último dia 10 de julho do corrente, agradecemos à senadora Ângela Portela pelo empenho em apresentar, defender e votar a favor de emendas que beneficiaram os fiscais de tributos e os servidores que exerceram função policial no ex-Território de Roraima. 

Estes servidores, que prestam serviços até hoje, à população do nosso Estado, foram incluídos na Medida Provisória nº 765, de 2016, devido à ação da senadora, que não mediu esforços em articular audiência com o relator da MP, o senador Fernando Bezerra Coelho, para expor a relevância das emendas apresentadas, onde estivemos presentes.

Com a sanção destas emendas, repara-se um dano causado aos fiscais de tributo que, enfim, têm sua situação funcional regularizada, e aos servidores administrativos da Secretaria de Segurança do Estado, que terão sua atividade policial reconhecida, com o direito ao enquadramento na carreira policial civil.

Comemoramos junto aos servidores beneficiados, a vitória de uma luta que já durava 30 anos.

José Carlos de O. Gibim
PRESIDENTE DO SINDSEP-RR

Tática de estrangular investimento no setor público levará atendimento à população ao colapso

TÁTICA DE ESTRANGULAR INVESTIMENTO NO SETOR PÚBLICO LEVARÁ ATENDIMENTO À POPULAÇÃO AO COLAPSO

A Condsef/Fenadsef vem recebendo informações de diferentes regiões do país onde a preocupação de servidores do Executivo tem sido recorrente: a precarização das condições de trabalho aumentou em muitos locais, fruto da ausência de verbas e cortes nos orçamentos promovidos sistematicamente com uma política imposta pelo governo. A situação que já não era favorável ao setor público foi agravada a partir da aprovação da Emenda Constitucional (EC) 95/16 que impõe limites severos para investimento no setor público pelos próximos vintes anos. 

Em seminário promovido pelo Dieese no início dessa semana, o auditor federal de Finanças e Controle, Bráulio Cerqueira, chegou a destacar que a revogação desta emenda é determinante para que o País inicie um processo de recuperação de sua economia. “Com essa imposição que limita investimentos públicos ninguém conseguirá governar”, opinou.

Leia mais: http://www.condsef.org.br/inicial/7608-2017-07-12-22-30-42

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Auditoria Cidadã da Dívida defende investigação de Temer

AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA

As leis valem para todos. Um presidente acusado de formação de quadrilha, obstrução da justiça e corrupção passiva precisa ser julgado. 

São necessários 342 votos dos deputados para que o presidente Michel Temer seja investigado. Por isso, foi criada uma ferramenta para que você entre em contato direto com os deputados e pressione para que votem pelo julgamento do presidente. 


Confira a posição de cada parlamentar, envie mensagens e participe da campanha. 
Precisamos de 342 votos! #342agora