terça-feira, 19 de junho de 2018

Condsef/Fenadsef vai estar no lançamento da campanha em defesa do serviço público e estatais de qualidade promovida pela CUT

Condsef/Fenadsef vai estar no lançamento da campanha em defesa do serviço público e estatais de qualidade promovida pela CUT


A atividade acontece a partir das 9 horas desta quarta-feira, 20, em audiência pública sobre o tema, na Comissão dos Direitos Humanos do Senado Federal. 


No centro do debate, ações necessárias para manter a resistência e a luta contra os retrocessos e ataques sucessivos promovidos ao setor público, conduzidos pelo governo ilegítimo de Michel Temer. 


A necessidade de se buscar mecanismos para revogar a Emenda Constitucional (EC) 95/16, que congela investimentos públicos por 20 anos, também estará em pauta.


segunda-feira, 18 de junho de 2018

Atos pela revogação da EC 95, discussão sobre data-base no STF e audiência em defesa do serviço público

Atos pela revogação da EC 95, discussão sobre data-base no STF e audiência em defesa do serviço público 



 Fóruns que reúnem federais (Fonasefe e Fonacate) também organizam atividade em frente ao Ministério do Planejamento onde vão cobrar mais uma vez debate sobre pauta dos federais.

A próxima semana será marcada por diversas atividades pela revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16, que congela investimentos públicos por 20 anos, e em defesa dos serviços públicos e estatais. Os fóruns que reúnem servidores federais (Fonasefe e Fonacate) organizam ato em frente ao Ministério do Planejamento na terça-feira, 19, a partir das 14 horas, onde voltam a cobrar uma reunião para tratar a pauta de reivindicações da categoria que inclui cumprimento de acordos firmados em 2015. 

Além de denunciar os parlamentares que votaram pelo congelamento de investimentos públicos, os servidores vão iniciar campanha de coleta de assinaturas por um projeto popular pela revogação da EC 95/16. Os fóruns se reuniram essa semana na sede da Condsef/Fenadsef, em Brasília, onde trataram de detalhes das atividades (foto).

http://www.condsef.org.br/inicial/7848-2018-06-15-21-02-38

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Reivindicações das Centrais Sindicais chega ao Plenário do Senado

Reivindicações das Centrais Sindicais chega ao Plenário do Senado
 
Senador Paulo Paim no Plenário do Senado

O senador Paulo Paim anunciou e repercutiu reivindicações das centrais sindicais aos candidatos às eleições de outubro. Segundo afirmou o senador em plenário, na última terça-feira (12), as entidades sindicais querem democracia, soberania, desenvolvimento com justiça social, trabalho e emprego.

#Democracia #SoberaniaNacional #Desenvolvimento #JustiçaSocial #TrabalhoeEmprego #Eleições2018

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Fenadsef protocolou a pauta de reivindicações do ACT 2018/2019 dos empregados da Conab

Fenadsef protocolou nessa quarta-feira (13/06) a pauta de reivindicações do ACT 2018/2019 dos empregados da Conab


Categoria realizou plenária nacional no último sábado, em Brasília. Com 87 cláusulas, incluindo sociais e econômicas, muitas já vigentes, empregados pleiteiam IPCA do período com reposição de perdas salariais
A Fenadsef protocolou nessa quarta-feira (foto) a pauta de reivindicações dos empregados da Conab para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 (veja em nosso site) e aproveitou para solicitar a abertura imediata das negociações com a empresa.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Audiência pública na Câmara dos Deputados

Audiência pública na Câmara dos Deputados com servidores da Área Ambiental e Funai


A Condsef/Fenadsef esteve em audiência pública na Câmara dos Deputados na manhã dessa terça, 12, onde entidades e servidores da Área Ambiental e Funai denunciaram e criticaram indicações políticas para cargos estratégicos.
Sem conhecimento técnico, alertam servidores, o loteamento desses órgãos essenciais para definir políticas ambientais, fiscalizar impactos, atender a população indígena, entre tantas outras demandas, tem potencial para gerar grave retrocesso ambiental.
(Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
http://www2.camara.leg.br/…/558881-ENTIDADES-E-DEPUTADOS-AP…

terça-feira, 12 de junho de 2018

Governo trava reivindicações dos servidores federais escudado na EC-95


Governo trava reivindicações dos servidores federais escudado na EC-95

Presidente do Sindsep-RR, José Carlos Gibim
O presidente do Sindsep Roraima, José Carlos Gibim, participou de três reuniões em Brasília na semana passada e não tem boas notícias para os servidores públicos federais. Tanto o Ministério do Planejamento como o Ministério da Saúde afirmaram que qualquer reivindicação que traz impacto financeiro para a União não será atendida, por causa da Emenda Constitucional 95, que limita gastos por 20 anos. 

A pauta da reunião no Ministério do Planejamento, ocorrida no dia 7 de junho de manhã, foi reajuste salarial e reestruturação de carreira. Segundo Gibim, a sugestão “jocosa e debochada” do representante do Planejamento foi que os servidores procurassem os candidatos presidenciáveis e apresentassem suas reivindicações. 

A pauta da reunião no Ministério da Saúde, realizada também no dia 7, no período da tarde, foi gratificação, aumento da Gacen e reestruturação de carreira. A resposta foi a mesma: o governo não tem dinheiro para os servidores federais em função da EC – 95, que limita gastos. 

A terceira reunião, também no Ministério do Planejamento, ocorreu no dia 8 de junho. A pauta foi a 8ª prestação de contas da Comissão Especial de Enquadramento e Reenquadramento de Servidores na União. O Presidente da Comissão disse que apesar do ano eleitoral, o trabalho de análise dos processos e a publicação das atas dos deferidos e não-deferidos vai continuar.

EC 95/16 volta a ser usada para negar reivindicações da Saúde

Em mesa de negociação da Saúde, EC 95/16 volta a ser usada para negar reivindicações que demandam previsão orçamentária



A Condsef/Fenadsef participou no último dia 7 da 11ª reunião da mesa setorial de negociação permanente do Ministério da Saúde. O encontro que começou de manhã e foi retomado à tarde aconteceu no Ministério do Planejamento com participação do diretor do Departamento de Relações de Trabalho no Serviço Público, Paulo de Tarso. 

Foram debatidos temas de interesse dos servidores da Saúde incluindo reestruturação remuneratória, concurso público para reposição de quadro de pessoal, revisão de valores de benefícios como auxílio alimentação, criação de um comitê para discutir carreira, jornada de 30 horas semanais, aumento da contrapartida do governo nos valores dos planos de autogestão, Gacen, Sesai, e contagem especial de tempo na aposentadoria. 

A Emenda Constitucional (EC) 95/16 voltou a ser usada como obstáculo para atendimento de demandas com previsão de impacto orçamentário. Confira a íntegra do relatório em nosso site. (Foto: Divulgação/DR)

http://www.condsef.org.br/inicial/7845-2018-06-11-22-02-14

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Planejamento não recebe representantes dos fóruns de federais (Fonasefe e Fonacate)

Planejamento não recebe representantes dos fóruns de federais (Fonasefe e Fonacate)

Entidades, que promoveram atividades de mobilização pelo cumprimento de acordos firmados e uma agenda com outros 30 itens, vão seguir cobrando respostas à pauta dos servidores. Deve ser ampliada e reforçada também a luta pela revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16 que congela investimentos no setor público por 20 anos. 

A solicitação de agenda para os servidores federais foi reforçada em reunião que a Condsef/Fenadsef participou para tratar pauta dos empregados das Empresas Públicas. Na reunião estiveram representantes de diversas estatais. O Planejamento assegurou que não está orientando a Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais) a retirar direitos dos empregados. E que as empresas tem total autonomia para negociar com seus empregados. 

Uma nova reunião deve acontecer em duas semanas para averiguar pendências em processos de negociação listados. Conab, também da base da Condsef/Fenadsef, Codevasp, Embrapa, Eletrobras, são algumas que relataram pendências em negociação de acordos com empregados.

Nessa sexta, 8, Condsef/Fenadsef e Fenam assinaram acordo com a Ebserh para o ACT 2018/2019 dos empregados após forte impasse que levou a categoria a deflagrar uma greve iniciada na segunda, 5. Com a assinatura do acordo, a proposta segue agora para ser homologada no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). 

Foto da mobilização de servidores em frente ao Planejamento (Aviner Escobar / Sinfa-RJ)

Empregados da Ebserh assinam ACT 2018/2019

Empregados da Ebserh autorizam e ACT 2018/2019 é assinado com a empresa

No acordo foi garantido percentual referente também ao ACT 2017/2018. TST já foi informado de que mediação não será necessária

Aprovado pela maioria dos empregados da Ebserh em todo o Brasil foi firmado nessa sexta-feira o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 da categoria.

Confira no site da Condsef o acordo assinado pela Ebserh, Condsef/Fenadsef e Fenam (foto) que seguirá para homologação no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

http://www.condsef.org.br/inicial/7844-2018-06-08-21-51-26

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Empregados decidem nessa sexta-feira, dia 8, se aceitam proposta final da Ebserh

Empregados decidem nessa sexta-feira, dia 8, se aceitam proposta final da Ebserh


Empresa diz que esta é proposta limite. Em caso de rejeição, governo afirma que vai retirar proposta da mesa de negociação. TST informou também que, caso esta tentativa de consenso não aconteça, vai suspender o julgamento do dissídio da cláusula econômica do ACT 2017/2018, agendado para esta segunda, 11. Nessa quinta, a Condsef/Fenadsef e o Comando Nacional de Greve se reuniram com presença da assessoria Jurídica (foto) onde avaliaram a minuta da proposta da empresa. 

 Fonte: http://www.condsef.org.br/…/7843-0706--empregados-decidem-n…